SIGA A CÂMARA

Presidente da Câmara apresenta balanço dos três primeiros meses de gestão


Data: 27/04/2018

No mês de maio, a Câmara Municipal de Vereadores apresenta para a comunidade um comparativo entre o primeiro trimestre de 2017 e o primeiro trimestre de 2108.

Em relação ao quadro de pessoal e encargos, no 1º trimestre de 2018 houve uma redução de 9% em relação ao mesmo período do ano anterior. A redução é reflexo da reestruturação administrativa “downsizing” no quadro de servidores comissionados da Casa Legislativa proveniente da exoneração, sendo um deles em janeiro e outro ao fim de fevereiro. Na parte de utilidades, compostas por água/coleta de lixo, energia elétrica, telefone, correio e internet, houve redução de 33%.

Em relação aos materiais de despesas, o presidente da Câmara, Amarildo da Silva, informa que o principal componente de redução de 46% deve-se à melhor utilização dos recursos de material de processamento de dados que envolvem toners e cartuchos para impressoras, bem como a adequação das instalações do plenário em 2017 com a aquisição dos cabos HDMI nos meses de janeiro e fevereiro, fato não ocorrido em 2018, além da economia na aquisição de materiais de limpeza. “A aquisição dos cabos HDMI foi muito importante para proporcionar uma melhor qualidade na transmissão das sessões Legislativas”, explica Amarildo.

Nas despesas com publicidade e propaganda, o comparativo apresentou queda de 64% em relação ao mesmo período do ano anterior. “Tal redução acompanha a proposta da Mesa Diretora de 2018 de enxugar os gastos desnecessários com publicidade, permanecendo, de fato, somente aqueles legalmente exigidos como a publicação das sessões em mídia impressa, a retransmissão das sessões legislativas”, diz o presidente da Casa.

Em relação à mão de obra terceirizada, o contrato passou por nova licitação em meados de 2017, adequando o salário das terceirizadas conforme Acórdão 254 do TCU, que estabelece o teto da categoria sindical, ante aos salários anteriores que ultrapassavam os R$ 3 mil, tanto para recepcionista quanto para servente. Atualmente, o valor atende ao acórdão do TCU, estando os respectivos salários dentro do teto sindical da categoria, demonstrando a redução de 44% no custo destes serviços.

Na segurança e manutenção patrimonial, a redução de 89% em relação a 2017 está diretamente relacionada à prestação de serviços de eletricista. Atualmente, a Câmara de Vereadores conta com uma empresa de prestação de serviço de manutenção predial contratada através de processo licitatório tendo como base o valor-hora médio de R$ 22, enquanto no ano anterior, com o antigo prestador de serviços, este valor-hora médio ultrapassava os R$ 33.

A redução de gastos no primeiro trimestre de 2018 em comparação com o mesmo período do ano anterior representa uma economia de R$ 158.845,63. “Esta foi uma proposta minha, em conjunto com os vereadores que compreendem a Mesa Diretora, desde o momento que assumimos esta gestão. Uma Câmara mais enxuta é sinônimo de mais investimentos para a comunidade”, conclui.

Percentual de redução:

Pessoal e Encargos - Redução de 9%
Utilidades - Redução de 33%
Material - Redução de 46%
Manutenção de Software - Redução de 4%
Publicidade e Propaganda - Redução de 64%
Mão-de-Obra Terceirizada - Redução de 44%
Segurança e Man. Patrimonial - Redução de 89%
Outros - Redução de 37%


Fotos